preloader

Notícias



Papa Francisco seguirá os passos de São João Paulo II em sua viagem à África


Falta apenas um dia para o início da viagem do Papa Francisco a Moçambique, Madagascar e Maurício, que ocorrerá de 4 a 10 de setembro. Este é a 31ª viagem do Santo Padre ao exterior e, quando terminar, terá visitado 49 países ao longo de seu Pontificado.

É a segunda vez que esses países africanos recebem um Pontífice, pois o Papa São João Paulo II visitou Moçambique em 1988, Madagascar em 1989 e Maurício também em 1989.

Segundo recordou o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Matteo Bruni, quando São João Paulo II visitou esses países, no final dos anos 1980, o contexto era da Guerra Fria e o Papa havia se encontrado com países eminentemente rurais, que tinham conquistado a sua independência um pouco antes.

Além disso, Moçambique estava em plena guerra civil, por isso, a viagem do Pontífice naquele momento significou um forte apoio para a paz.


O contexto que o Papa Francisco encontrará na viagem que está prestes a começar é muito diferente: a urbanização se estendeu, mas os laços da população ainda são fortes. Houve também um desenvolvimento econômico, no entanto, o processo de urbanização da sociedade também trouxe novos problemas e nova pobreza.

Temas da viagem

Matteo Bruni listou dois temas principais da viagem do Papa Francisco à África. Um primeiro tema será a superação das divisões, a busca pela paz, a busca da reconciliação e a promoção da cultura do encontro.

No caso específico de Madagascar, explicou que ocorrem divisões entre grupos sociais com acessos diferentes à riqueza.

“Madagascar tem uma sociedade complexa, diferente da africana, a meio caminho entre a África e o Oceano Índico, com uma riqueza em sua tradição única. É também uma democracia jovem em busca de estabilidade democrática”. Nessa situação, "a Igreja e as outras denominações cristãs, desempenharam um papel importante no diálogo entre as diferentes forças políticas".

Sobre Maurício, um país, como Madagáscar, insular entre a África e o Oceano Índico, sublinhou que "veremos um país com uma grande diversidade étnica e religiosa, de origem africana, indiana e chinesa".

Por último, sobre Moçambique, assinalou que “a divisão é entre rivais políticos com um passado armado. Em 6 de agosto, foi assinado um novo ato do processo de paz que começou em 1992. Desde então, Moçambique experimentou um desenvolvimento importante, por isso Moçambique é um exemplo de como a paz abre a porta para o desenvolvimento”.

Outro tema desta viagem será o cuidado da criação. De fato, será estabelecido um vínculo entre a reconciliação e o cuidado da criação. Moçambique, Madagascar e Maurício são três países com uma riqueza natural extraordinária que deve ser preservada.

Galeria de Fotos

Paróquia Senhor Bom Jesus do Matozinhos Paróquia Senhor Bom Jesus do Matozinhos

Dízimo, expressão de Fé em Deus e compromisso com a Igreja.