preloader

Hoje a Igreja comemora dois santos mártires salesianos assassinados na China

Neste dia 25 de fevereiro, é celebrada a festa dos Santos Luís Versiglia e Calisto Caravario, má...


Saiba Mais

Igreja comemora hoje São Policarpo, bispo e mártir

São Policarpo nasceu por volta do ano 70, provavelmente em uma família cristã. Seu nome significa...


Saiba Mais

Igreja comemora hoje São Policarpo, bispo e mártir

São Policarpo nasceu por volta do ano 70, provavelmente em uma família cristã. Seu nome significa...


Saiba Mais

Mais Notícias

.

Hoje é celebrado São Pedro Damião, Doutor da Igreja

“Espera confiantemente a alegria que vem depois da tristeza”, dizia o beneditino São Pedro Damião, Doutor da Igreja. Em uma época difícil, aj...

Saiba Mais
.

Hoje a Igreja celebra São Francisco e Santa Jacinta Marto, videntes da Virgem de Fátima

“Rezem, rezem muito e façam sacrifícios pelos pecadores, pois muitas almas vão ao inferno porque não há quem se sacrifique e peça por elas”,...

Saiba Mais
.

Igreja comemora hoje São Simeão, Bispo e mártir

No século I, São Simeão serviu como o segundo Bispo de Jerusalém. Além disso, foi parente de Cristo, segundo descrevem os Evangelhos de São Mate...

Saiba Mais

Palavra do Padre





Pe. Carlos Alberto Moreira
Pároco

Tempo Comum e sua importância para a nossa caminhada Cristã.

Atualmente estamos vivendo na liturgia o Tempo Comum.
Isso pode dar ideia de não ser um momento importante dentro do ano litúrgico. Porém, não é essa a realidade. Cada tempo litúrgico tem sua importância e necessidade. É um tempo no qual Deus continua nos santificando. Tempo comum em que o homem se encontra com Deus que no Verbo Encarnado, celebrado no Natal, tornou-se próximo de nós. Tempo comum em que nos encontramos com nossos irmãos e irmãs seja na Igreja, seja no trabalho, ou nas nossas tarefas cotidianas, desde as mais simples às mais complexas, e fazemos desse tempo uma oportunidade de viver extraordinariamente o dia a dia. Após o tempo do Natal iniciamos este momento litúrgico que, após a celebração da Quaresma e Páscoa, continua após Pentecostes até o próximo Advento. É o tempo mais extenso que vivemos durante o ano litúrgico. Recorda-nos que os mistérios que celebramos, Encarnação (Advento e Natal) e Redenção (Quaresma e Páscoa), devem ser encarnados na história de cada dia, na caminhada da Igreja.
Muitas vezes não percebemos a importância das tarefas comuns, o que nos leva a dar mais atenção aos momentos extraordinários. No entanto, a vida de cada um de nós, embora tenha momentos marcantes, é vivida no cotidiano. E a liturgia nos ensina a importância do cotidiano, iluminado pela presença de Cristo Ressuscitado em nosso dia a dia. Dessa forma, a liturgia diária nos faz perceber e experimentar sempre mais a presença do Senhor em nossas vidas. É o tempo em que vemos os sinais dos nossos irmãos e irmãs que seguiram a Cristo em todas as épocas e situações e são até hoje sinais e exemplos para nós – os Santos – demonstrando que assim como no passado, ainda hoje somos chamados a viver na fidelidade ao Evangelho, no seguimento de Jesus Cristo.
Os evangelhos também nos apresentarão a vida cotidiana de Jesus, as suas caminhadas, o estar com os discípulos, o tempo de oração, as idas aos locais de culto.
Aos domingos, a que chamamos Tempo Comum, são de suma importância para nossa vida espiritual. A
Igreja nos recorda que é a Páscoa semanal. É o dia do Senhor, quando a comunidade se encontra em torno ao altar na escuta da Palavra de Deus e ao partir o Pão. Tão importantes que, sem eles, não poderíamos compreender a totalidade da vida de Cristo, e que se reportam sempre à Páscoa. Sem dúvida que o alimento da Eucaristia ocupa o centro de nossa vida litúrgica, e sempre somos chamados a buscar “estar com o Senhor” nesse sacramento.
O Tempo Comum, que se inicia após a festa do Batismo do Senhor, é composto por 33 ou 34 semanas do ano que nos fazem refletir e aprofundar os grandes mistérios celebrados nos assim chamados “tempos fortes”: Advento e Natal encarnação – e a Quaresma e Páscoa – paixão, morte e ressurreição – a nossa redenção.
Portanto, o Tempo Comum nos reporta gradativamente àqueles grandes mistérios, na medida em que nos apresenta a vida pública de Jesus, ou seja, a sua obra de salvação. É o caminhar com Cristo durante o ano, acolhendo o anúncio da boa notícia em nossa vida cotidiana.

Nesse ano nos domingos do Tempo Comum estamos refletindo o Evangelho de Mateus.

Procuraremos a cada 15 dias colocar aqui para que você reflita em casa uma breve explicação e reflexão sobre este Evangelho.

Caso queira, poderá enviar para nós suas dúvidas sobre o mesmo.


Redes Sociais

Acompanhe a Paróquia Senhor Bom Jesus do Matozinhos nas Redes Sociais.

video-thumbnail

TV
Bom Jesus

Eventos

.

19

JUN

Dízimo, expressão de Fé em Deus
e compromisso com a Igreja.

Quero Ser Dizimista
. . . . . . . . . .
Paróquia Senhor Bom Jesus do Matozinhos